segunda-feira, 3 de julho de 2017

passagens

O discurso jurídico da modernidade é a correção de injustiças históricas. O fundamento maior para privilégios deixa de ser a origem histórica e passa a ser a utilidade. As classes privilegiadas deixam de ser classes guerreiras ou espirituais. Elas se transformam nas classes geradoras de riquezas e serviços.

Nenhum comentário:

Postar um comentário